Nossa história

Chorando com cebola nasceu de uma vontade comum a maioria dos seres humanos de deixar alguma contribuição útil e prazerosa nessa vida para as pessoas que amo. Não pretendo descobrir cura de nenhuma doença, mas podendo acrescentar amor, sabor e alegria na vida das pessoas, estou aqui!
Depois de muito receber amigos, cozinhar para a família e ouvir incentivos, resolvi "condensar" e "envasar" um pouquinho deste sentimento delicioso que me move para poder compartilhar com vocês.
O Cebola é a realização de um sonho meu (Daniela) concretizado pela parceria fantástica de meu marido (Ernesto) e pela eterna colaboração de minhas filhas (Melissa e Milena), pais e avó, irmã, sogros e cunhados, além do apoio de tantos amigos.
Há 5 anos iniciamos a nossa produção em casa, informalmente. Aos poucos fui estudando mais (graduei em gastronomia) e construímos de forma mais robusta este sonho. Montamos uma produção inicial, pequena onde tudo se concretizou.

Em setembro de 2018, me desliguei do meu antigo emprego de analista de redes, e parti para a cozinha de forma definitiva.
 
Em abril de 2019 munidos de coragem construímos uma nova produção e  nos direcionamos a um desafio ainda maior: CRESCER.
 
2020 fomos surpreendidos com os desdobramentos da pandemia e Ernesto precisou migrar da carreira de parceiro apoiador, para colaborador 100% engajado. Como Deus não faz nada errado, após a chegada dele o nosso crescimento foi fantástico! 
Também em 2020 tivemos uma dupla alegria recebemos nossa filha mais velha neste sonho. Melissa estuda gastronomia e a cada dia fica mais comprometida com a empresa. E a Milena por conta do EAD, passou a ter uma disponibilidade maior em contribuir de forma esporádica em algumas demandas internas como publicações nas redes sociais e suporte na montagem de grandes pedidos.
2020 e 2021 tem sido anos de grandes desafios, mas como cremos que para Deus nada é impossível, mantivemos nosso time interno, contratamos novos colaboradores, desenvolvemos novos produtos  e encontramos novos parceiros.
 
Potinhos cheios de amor e sabor. Afinal de contas como diz Mia Couto, "cozinhar é uma forma de amar".
Daniela Faria
Gastrônoma e Analista de sistemas
Ernesto Sales
​Gestor de TI e Engenheiro Eletricista
17890005973199767.jpg
IMG_0039.JPG
mila caixas.jpg